One is good, two is great and three is awesome.

avatar
(Edited)

This publication was also writen in SPANISH and PORTUGUESE.

james_cameron.png

Deadline

The entertainment world is full of possibilities for the most different types of professionals to engrave their name in history and within the Seventh Art it is no different. In all sectors it is possible to create something remarkable that will be eternalized in the minds of the public (be it something positive or negative) that really likes and follows Cinema. This time, the most recent achievement belongs to the perfectionist, creative and extremely competent James Cameron.

The Canadian filmmaker makes history by placing his third movie, Avatar: The Way of Water, in the billionaire film club. The feature movie reached this expressive mark (more than US$2 billion worldwide) last weekend. This shows that the public remains loyal, that it is still very interested in the adventures of the Na'Vi people and that probably the next movies will manage to obtain an equal achievement or, at least, as similar as this one.

Despite Cameron's justifiable skepticism about the future of this new movie (after all, after thirteen long years of waiting, specialized critics and audiences might not be so interested in watching it anymore... or they might watch it with a certain caveat, of various natures), the ambitious project debuted very well and keeps attracting more and more attention from the public, who seem to be looking forward to the next Pandora sequel.

In the billionaire movie club, only six movies have achieved this medal and James Cameron is a three-time champion. Within the list, he has three films: Titanic, Avatar and Avatar: The Way of Water. The next movies in the Na'Vi saga will probably do well at the box office, but if the public's mood changes or if some new trend appears in the movie market, the reverse effect could happen. However, not to the point of making them forgettable.


Uno es bueno, dos es genial y tres es increíble.

El mundo del espectáculo está lleno de posibilidades para que los más diferentes tipos de profesionales graben su nombre en la historia y dentro del Séptimo Arte no es diferente. En todos los sectores es posible crear algo notable que se eternice en la mente del público (ya sea algo positivo o negativo) que realmente le gusta y sigue el Cine. Esta vez, el logro más reciente pertenece al perfeccionista, creativo y extremadamente competente James Cameron.

El cineasta canadiense hace historia al colocar su tercera película, Avatar: El sentido del agua, en el cineclub de los multimillonarios. El largometraje alcanzó esta expresiva marca (más de US$ 2 mil millones en todo el mundo) el pasado fin de semana. Esto demuestra que el público se mantiene fiel, que sigue muy interesado en las aventuras del pueblo Na'Vi y que probablemente las próximas películas logren obtener un logro igual o, al menos, tan similar como esta.

A pesar del justificado escepticismo de Cameron sobre el futuro de esta nueva película (después de todo, después de trece largos años de espera, quizás la crítica especializada y el público ya no estén tan interesados en verla... o quizás la vean con cierta salvedad, de varios naturalezas), el ambicioso proyecto debutó muy bien y sigue atrayendo cada vez más la atención del público, que parece esperar con ansias la próxima secuela de Pandora.

En el cineclub de los multimillonarios, solo seis películas han logrado esta medalla y James Cameron es tricampeón. Dentro de la lista tiene tres películas: Titanic, Avatar y Avatar: El sentido del agua. Las próximas películas de la saga Na'Vi probablemente tendrán un buen desempeño en taquilla, pero si el estado de ánimo del público cambia o si aparece alguna nueva tendencia en el mercado cinematográfico, podría ocurrir el efecto contrario. Sin embargo, no hasta el punto de hacerlos olvidables.


Um é bom, dois é ótimo e três é demais.

O mundo do entretenimento é cheio de possibilidades para os mais diferentes tipos de profissionais cravarem o seu nome na história e dentro da Sétima Arte não é diferente. Em todos os setores é possível criar algo marcante e que ficará eternizado na mente do público (seja algo positivo ou negativo) que realmente gosta e acompanha Cinema. Desta vez, a conquista mais recente pertence ao perfeccionista, criativo e extremamente competente James Cameron.

O cineasta canadense entra para história colocando no clube dos filmes com arrecadações bilionárias o seu terceiro título, Avatar: O Caminho da Água. O longa-metragem chegou a esta expressiva marca (mais de US$ 2 bilhões mundialmente) no último final de semana. Isso mostra que o público continua fiel, que ainda está muito interessado nas aventuras do povo Na’Vi e que provavelmente os próximos filmes irão conseguir obter uma conquista igual ou, pelo menos, tão parecida quanto esta.

Apesar do ceticismo justificável de Cameron sobre o futuro deste novo filme (afinal de contas, depois de treze longos anos de espera, os críticos especializados e o público poderiam não estar mais tão interessados em assisti-lo... ou poderiam assisti-lo com uma certa ressalva, de diversas naturezas), o ambicioso projeto estreou muito bem e se mantém atraindo cada vez mais à atenção do público, que parece estar ansioso para a próxima sequência de Pandora.

No clube dos filmes bilionários, apenas seis filmes conseguiram esta medalha e James Cameron é tricampeão. Dentro da lista, ele tem três filmes: Titanic, Avatar e Avatar: O Caminho da Água. Provavelmente, os próximos filmes da saga dos Na’Vi terão ótimas bilheterias, mas se o humor do público mudar ou se alguma nova tendência aparecer no mercado cinematográfico, pode acontecer o efeito reverso. No entanto, não ao ponto de torná-las em algo esquecível.



0
0
0.000
10 comments